Liturgia

A Liturgia é o culto sagrado que os antigos levitas ofereciam a Deus e que é hoje é prestado pelo próprio Cristo, que se fez Sacerdote e Vítima da nova e definitiva Aliança, estendido até nossos dias pela celebração da Eucaristia, que unindo o nosso sacrifício de Cristo nos faz também “hóstias vivas”.

A Palavra Liturgia significa originalmente “obra do povo”, “serviço da parte do povo e em favor“. Na tradição cristã, ela quer significar que o povo de Deus toma parte na “obra de Deus“.  A palavra Liturgia no Novo Testamento é empregada para designar não somente a celebração do culto divino, mas também o anúncio do Evangelho e a caridade em ato (CIC 1069 – 1070). É a ação de um povo, reunido na fé, em comunhão com toda a Igreja, para celebrar o Mistério Pascal – Morte e Ressurreição de Cristo, presente na Assembleia, oferecendo-se ao Pai como culto perfeito. Para a Igreja Católica, a Liturgia apresenta-se como o fio condutor de toda e qualquer ação religiosa.

A Liturgia não esgota toda ação da Igreja: ela tem de ser precedida pela evangelização, pela fé e pela conversão; pode então produzir seus frutos na vida dos fiéis: a vida nova segundo o Espírito, o compromisso com a missão da Igreja e o serviço de unidade (CIC 1072).

Segundo definição do Concílio Vaticano II, à luz da Constituição Litúrgica Sacrossanctum Concilium – que foi o primeiro documento conciliar, publicado em Roma no dia 4 de dezembro de 1963 –, podemos dizer que é “uma ação sagrada pela qual através de ritos sensíveis se exerce, no Espírito Santo, o múnus sacerdotal de Cristo, na Igreja e pela Igreja, para a santificação do homem e a glorificação de Deus” (cf SC, 7).

Segundo o Documento de Medellín – Conferência convocada pelo Papa Paulo VI para aplicar os ensinamentos do Concílio Vaticano II às necessidades da Igreja presente na América Latina em 1968 – trás “a liturgia, momento em que a Igreja é mais perfeitamente ela mesma, realiza indissoluvelmente unida, a comunhão com Deus entre os homens, e de tal maneira que a primeira é a razão da segunda. Se antes de tudo procura o louvor da Glória e da graça, também está consciente de que todos os homens precisam da Glória de Deus para serem verdadeiramente homens(Medellín – lit. 9,2)

 

A Liturgia na Paróquia Cristo Rei

A função da Liturgia dentro da Paróquia Cristo Rei é participar das missas dominicais, dias santos ou festas, tendo em vista a participação ativa de todos na celebração. Através da música buscamos a participação ativa da comunidade e ajudar a encarnar a celebração na vida.  Nesse sentido, também há um esforço para realizar as celebrações com dignidade e alegria para que possa melhor expressar a fé no Ressuscitado.

 

Hoje a Liturgia é composta de cinco (5) grupos:
  1. Cristiane – Cristiane, Jucilene, Luciane e Michele.
  2. Hahamim – Cláudio, Darlete, Heberth, Joyce, Robson e Wadson.
  3. Mãe Rainha – Antônio, Aurora, Delvaí, Maria Conceição e Valdina.
  4. Nilton – Beatriz, Natália, Nicolas, Nilton e Matheus.
  5. Zé Carlos – Daniel, Izabel, Luciene, Maria Francisca, Reijane e Zé Carlos.

Na semana também temos a Maria Silva que conduz a Liturgia com a ajuda de alguns paroquianos que estão nas missas.

Capela Santa Josefina Bakhita temos o Júnior que leva a frente a Liturgia nas missas de domingo.

Capela Santa Maria Goretti a família em missão do Fernando e Mariana leva a diante a Liturgia.

Capela São Francisco Xavier quem vai a frente da Liturgia é a família em missão Francisco e Andréia.

Como fazer para participar

Pode procurar as equipes nas missas, o Padre ou a secretaria. A Coordenadora Reijane sempre encaminha as pessoas interessadas para conversar com os padres e eles as direcionam para integrar alguma equipe ou montar um novo grupo.

arrow