NOVAS ORIENTAÇÕES PASTORAIS NA ARQUIDIOCESE DE BRASÍLIA

Conforme comunicado anterior com orientações pastorais para a prevenção do coronavirus (Covid 19), estamos atentos às orientações ou deliberações das autoridades competentes para adotar as medidas pastorais que se fizerem necessárias na Arquidiocese de Brasília.

Portanto, fica decretada a suspensão de todas as missas presenciais e demais celebrações litúrgicas na Arquidiocese de Brasília, até o dia 05 de abril de 2020, enquanto estiver em vigor o Decreto do Governo do Distrito Federal, N° 40.539, de 19 de março de 2020.

Considerando a impossibilidade de participação nas missas, enquanto durar a proibição das celebrações, por grave motivo de saúde pública, na Arquidiocese de Brasília, os católicos ficam dispensados do compromisso de participar das missas (conforme o cân. 1248, parágrafo 2º, do Código de Direito Canônico). São convidados a permanecer em oração, em suas casas, através das missas transmitidas pelos meios de comunicação (rádio, TVs, redes sociais), bem como, da leitura orante da Bíblia, do rosário de Nossa Senhora e da Via Sacra, dentre outras formas de oração.

É importante cultivar a vida cristã e conservar o vínculo dos fiéis com a Igreja, a partir da comunidade onde normalmente participam. Por isso, é aconselhável a transmissão das missas e de outros momentos de oração, durante a semana e, especialmente aos domingos, por redes sociais ou outros meios.

O decreto do GDF não implica no fechamento dos templos. Por isso, as igrejas católicas continuarão abertas para a oração dos fiéis, evitando-se sempre a aglomeração. Em tempos de crise, as pessoas tem necessidade ainda maior de assistência espiritual. Os sacerdotes estejam disponíveis para o atendimento pessoal dos fiéis, tomando as medidas de prevenção que têm sido divulgadas para preservar a própria saúde e daqueles que buscam a ajuda da Igreja. 

A Arquidiocese de Brasília continuará a oferecer a sua colaboração para a prevenção do coronavirus (Covid 19), atendendo as orientações e deliberações das autoridades competentes. Reafirmamos as seguintes medidas pastorais, já em vigor na Arquidiocese de Brasília:

1) Suspender os encontros de catequese, cursos de formação, assembleias, retiros, encontros pastorais e quermesses, para evitar aglomeração de pessoas.

2) Suspender os “mutirões” de confissões. O atendimento das confissões, neste período quaresmal, deve ser organizado, em cada paróquia, de modo a evitar a aglomeração de pessoas, adotando-se as medidas necessárias para preservar a saúde dos confessores e dos penitentes.

3) As celebrações dos sacramentos do batismo e de crisma sejam adiadas à espera de nova orientação ou remarcadas para o segundo semestre, de comum acordo com os que solicitaram. Quanto à celebração dos matrimônios, busque-se o diálogo com os noivos para o possível adiamento. 

4) Redobrar os cuidados com a higienização dos templos e outros recintos paroquiais, disponibilizando álcool em gel para a higienização das mãos.

Agradeço a atenção e os esforços de todos. Continuemos a rezar pela superação desta pandemia e, de modo especial, pelas vítimas e por aqueles que estão a serviço dos doentes. Nesta Quaresma, o tema da Campanha da Fraternidade, “Vida: Dom e Compromisso”, continue a iluminar as nossas ações, ajudando-nos a cuidar da vida com amor e responsabilidade, contando com a graça de Deus.

Brasília, 19 de março de 2020.

Cardeal D. Sergio da Rocha

Administrador da Arquidiocese de Brasília

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow