Centenas de fiéis acompanham procissão da Via Sacra

Padre Claudemir Andrade presidiu na tarde desta Sexta-feira Santa, às 15h, horário da morte de Jesus Cristo, a celebração da Paixão do Senhor, na matriz.

Ao falar sobre a cerimônia da Paixão, padre Claudemir pediu aos fiéis que vivam intensamente este momento forte da Igreja. “Diante deste mistério a Igreja nos convida a nos aproximarmos de Cristo e entrarmos com ele neste mistério. Na Páscoa de Cristo está nossa história. Cristo foi esmagado para nos dá a felicidade”, encorajou padre Claudemir.

Após o ritual da adoração à cruz, centenas de fiéis saíram em procissão pelas quadras envolta da matriz. A cada estação uma família acolhia a todos para meditarem momentos da Paixão de Cristo.

Foram 14 estações, que lembraram a condenação de Jesus até o sepultamento. A 15ª que é a Ressurreição, é rezada no sábado (15), antes da Solene Vigília Pascal.

Na 10ª estação, Dona Maria das Dores, de 75 anos, conhecida como Nenê, acolheu a procissão e com três dos seus cinco filhos distribuíram, gratuitamente, água a todos os fiéis.

“Eu faço a doação desta água porque sei que é uma penitência que todos estão fazendo, e todos estão com sede. Á agua é para ajudar a seguirem. Todo ano eu e meus filhos fazemos isso. É uma boa experiência que vivenciamos”, disse sorrindo dona Nenê, a quem todos agradeceram pelo bonito gesto.

Ao encerrar a caminhada, na matriz, padre Claudemir agradeceu a todos e reforçou o convite para que vivenciem o momento e se preparem para a grande celebração da Páscoa no domingo dia 16, na matriz, às 8h da manhã, presidida pelo bispo auxiliar de Brasília, Dom José Aparecido.

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow