Warning: rtrim() expects parameter 1 to be string, object given in /home/storage/a/04/2d/paroquiacristorei3/public_html/wp-content/themes/wise-church/inc/additional-functions.php on line 545

Programação Semana Santa 2014

Programação da Semana Santa 2014:

Cristo na Cruz

“Ao final do caminho quaresmal, faço votos de uma Semana Santa rica de frutos espirituais, vivendo-a unidos à Virgem Maria para aprender d’Ela a escutar Deus no silêncio interior, a olhar os outros com o coração puro e a seguir Jesus, com fé amorosa, pelo caminho do calvário que conduz à alegria da ressurreição”.

Bento XVI 

 

  • 13/04 – DOMINGO DE RAMOS
Domingo de Ramos

“Exulta, cidade de Sião! Rejubila, cidade de Jerusalém. Eis que vem teu rei ao teu encontro, ele é justo, ele salva; é humilde e vem montado num jumento, um potro, cria de jumenta”

(Jo 12, 15).

  • Bênção e entrega dos Ramos/Procissão

Horários e locais de saída das procissões:

  • Matriz

Local: “Quadradão da 28”

Horário: 7h

  • Capela Santa Bakhita

 Local: Casa de Ailton e Janete – SHSN Chácara 34- C-12A

 Horário: 7h

  • Capela Santa Maria Goretti

Local: Casa do Jocivaldo e Jocileide – Ch 51 A cj D cs 58 Início da Avenida das Palmeiras

Horário: 7h

  • Capela São Francisco Xavier

Local: Terreno da capela

Horário: 07:30

 

  • Encontro das procissões das capelas (frente ao Terminal de Ônibus – do lado da paróquia)

 

  • Santa Missa nas tendas após a procissão

 * 19h somente a Santa Missa. Não haverá procissão, nem benção de Ramos, apenas missa.

 

  • 14 e 15/04 – SEGUNDA E TERÇA-FEIRA SANTA

“Eu era como manso cordeiro levado ao sacrifício, e não sabia que tramavam contra mim” (Jr 11, 19-20)

  • 5h – Missa e recitação das Laudes.
  • 6h às 10h – Confissões.
  • 16h às 21h – Confissões.

 

  • 16/04 – QUARTA-FEIRA SANTA

“Ao que eles feriram de morte, hão de chorá-lo, como se chora a perda de um filho único, e hão de sentir por ele a dor que se sente pela morte de um primogênito”.(Zc 12, 10-11a)

  • 5h – Missa e recitação das Laudes.
  • 6h às 10h – Confissões.
  • 16h às 21h – Confissões.
  • 19:30 – Exibição do filme “A Paixão de Cristo

 

  • 17/04 – QUINTA-FEIRA SANTA
Última Ceia

“Quando chegou a hora, Jesus pôs-se à mesa com os apóstolos e disse: «Ardentemente desejei comer convosco esta ceia pascal, antes de padecer. Pois eu vos digo que não mais a comerei, até que ela se realize no Reino de Deus”.

(Lc 22, 14)


Matriz e Capelas:

Haverá saída de ônibus da Matriz para Capela São Francisco Xavier

  • 5h – Recitação das Laudes
  • 20h – Missa da Ceia do Senhor e Rito de Lava-pés presidida por Dom José Aparecido.

Após a Santa Missa, Adoração ao Santíssimo até as 0h. Haverá saída de ônibus da Matriz e Capelas para Capela São Francisco Xavier.

 

  • 18/04 – SEXTA-FEIRA SANTA
Cristo crucificado

“O véu do santuário rasgou-se ao meio, e Jesus deu um grande grito:’ Pai, em tuas mãos entrego o meu espírito’!” (Lc 23, 45 – 46).

  • 5h – Recitação das Laudes
  • 15h – Celebração da Adoração da Santa Cruz
  • 18h – Via Sacra e Procissão do Cristo Morto partindo da Matriz.  (trazer velas) 
 
  • 19/04 – SÁBADO SANTO

Cristo Vive

“Acorda, tu que dormes, porque não te criei para permaneceres na mansão dos mortos. Levanta-te, obra de minhas mãos; eu sou a vida dos mortos. Levanta-te, obra das minhas mãos; levanta-te, ó minha imagem, tu que foste criado à minha semelhança”.

De uma antiga Homilia no grande Sábado Santo

  • 8h – Recitação das Laudes
  • 19h – Vigília Pascal (trazer velas)
 

20/04 – DOMINGO DA PÁSCOA

Ressuscitou!

“Alegrai-vos, não tenhais medo! Ele ressuscitou como havia dito” (Mt 28, 6)

  • 8h, 10h e 19h – Santa Missa

 

MENSAGEM DE SUA SANTIDADE 
PAPA FRANCISCO 
PARA A QUARESMA DE 2014
 
 

“Fez-Se pobre, para nos enriquecer com a sua pobreza”

(cf. 2 Cor 8, 9)

A Quaresma nos prepara para este momento tão importante, por isto é um tempo “forte”, um ponto de reviravolta que pode favorecer em cada um de nós a mudança, a conversão. Todos nós temos necessidade de melhorar, de mudar para melhor. A Quaresma nos ajuda e assim saímos dos hábitos cansados e do preguiçoso costume ao mal que nos engana. No tempo quaresmal, a Igreja nos dirige dois importantes convites: adotar uma consciência mais viva da obra redentora de Cristo; viver com mais empenho o próprio Batismo.

A consciência das maravilhas que o Senhor fez para a nossa salvação dispõe a nossa mente e o nosso coração a uma atitude de gratidão para Deus, por quanto Ele nos deu, por tudo aquilo que realiza em favor do seu povo e de toda a humanidade. Daqui parte a nossa conversão: essa é a resposta grata ao mistério maravilhoso do amor de Deus. Quando nós vemos este amor que Deus tem por nós, sentimos a vontade de nos aproximarmos Dele: esta é a conversão.

Viver a fundo o Batismo – eis o segundo convite – significa também não se habituar às situações de degradação e de miséria que encontramos caminhando pelos caminhos das nossas cidades e dos nossos países. Há o risco de aceitar passivamente certos comportamentos e de não se surpreender diante das tristes realidades que nos cercam. Nós nos acostumamos com a violência, como se fosse uma notícia cotidiana deduzida; habituamo-nos aos irmãos e irmãs que dormem pelas ruas, que não têm um teto para abrigar-se. Habituamo-nos aos refugiados em busca de liberdade e dignidade, que não são acolhidos como se deveria. Habituamo-nos a viver em uma sociedade que pretende fazer pouco de Deus, na qual os pais não ensinam mais aos filhos rezar nem fazer o sinal da cruz. Eu pergunto a vocês: os vossos filhos, as vossas crianças sabem fazer o sinal da cruz? Pensem. Os vossos netos sabem fazer o sinal da cruz? Vocês ensinaram a eles? Pensem e respondam no vosso coração. Sabem rezar o Pai Nosso? Sabem rezar à Nossa Senhora com a Ave Maria? Pensem e respondam. Este costume a comportamentos não cristãos e de comodismo narcotiza o nosso coração!

A Quaresma vem a nós como tempo providencial para mudar a rota, para recuperar a capacidade de reagir diante da realidade do mal que sempre nos desafia. A Quaresma seja vivida como tempo de conversão, de renovação pessoal e comunitária mediante a aproximação a Deus e a adesão confiante ao Evangelho. Deste modo, permite-nos também olhar com olhos novos para os irmãos e as suas necessidades. Por isto a Quaresma é um momento favorável para se converter ao amor para com Deus e para com o próximo; um amor que saiba fazer propriamente a atitude de gratuidade e de misericórdia do Senhor, que “fez-se pobre para enriquecer-nos com a sua pobreza” (cfr 2 Cor 8, 9). Meditando sobre os mistérios centrais da fé, a paixão, a cruz e a ressurreição de Cristo, perceberemos que o dom sem medida da Redenção nos foi dado por iniciativa gratuita de Deus.

Papa Francisco acena

Voltar

Faça seu comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

arrow